Informação

Nome: António Leonel Vilar Nogueira Sousa
D. Nascimento: 13-04-1980
Altura (Mt): 1.84
Peso (kg): 79
Nacionalidade: Portuguesa
Naturalidade: Lourosa
Posição: Defesa Central
Número da Camisola: 13
Clube: SPORTING CLUBE DE PORTUGAL

Ultras Tonel

Os Ultras Tonel são um grupo de amigos que vê no jogador António Leonel um excelente central, que demonstra em todos os jogos a sua garra de leão. Quando o vimos ser apresentado de leão ao peito não imaginaríamos que viria a ser um pilar da "nossa" defesa. No entanto, com o passar a época agarrou as hipóteses dadas e tornou-se com Polga um dos principais chefes da defesa leonina. Foi, assim, crescendo a empatia entre nós e o Tonel, de modo que após o golo frente ao Estrela da Amadora que nos deu a vitória, tivemos a ideia de criar um estandarte e percorrer Portugal (e não só) com a equipa do SPORTING!

Força Tonel! Estaremos Sempre Contigo!

Mail: antonioleonel13 ARROBA gmail.com

Vídeos

Loading...

segunda-feira, 26 de maio de 2008

Taça de Portugal

SPORTING CLUBE DE PORTUGAL 2 - 0 porto

Mais uma taça (a 15 taça de Portugal) para o nosso clube! Aqui ficam algumas fotos do jogo e da festa leonina!

O jogo não foi fácil... como as imagens comprovam!

O herói do jogo com DOIS golos no prolongamento!


A festa! A TAÇA É NOSSA!


Os defesas! Tonel com Polga e Abel!
Foto de grupo! Foram verdadeiros leões nesta final!

segunda-feira, 5 de maio de 2008

O patrão da defesa!

Se dúvidas houvessem, penso que ontem ficaram dissipadas. Tonel foi esta época o patrão da defesa do Sporting! Foi o jogador mais regular da defesa, marcou golos e salvou outros tantos! Ontem foi mais um jogo em que demonstrou que está em grande forma...
Vitória do Sporting num jogo sofrido, com golo de Yannick Djalo, com o segundo lugar quase garantido (falta apenas um ponto na última jornada...)
Paços de Ferrreira 0 - 1 SPORTING

O MOMENTO 23'
Tonel destrói obra-prima

A desgraça do Paços de Ferreira começa onde acaba o período de maior fragilidade dos leões. Sempre em velocidade, Edson pinta uma verdadeira obra de arte no corredor esquerdo do relvado ao tirar Polga do caminho e sentar Rui Patrício na relva, aparecendo isolado na grande área. Quando o angolano já se preparava para festejar, Tonel surge do nada… para fazer um alívio quase impossível, mesmo em cima da linha do golo.

3,5 Tonel

Ontem foi ele o patrão da defesa. Demonstrou uma autoridade contagiante, foi implacável na abordagem aos lances e raramente perdeu um duelo ao longo do encontro. O momento chave da sua exibição aconteceu à passagem dos 23', evitando, já sobre a linha de baliza, o golo de Edson, quando na Mata Real já se aplaudia nas bancadas.

In Jornal ojogo.pt